aperitivo

 

Aperitivo?

Lógico! E porque não?

Final de semana está aí e eu acredito que não há nada mais gostoso e adequado para entrarmos no clima de descontração e relaxamento do que um aperitivo gostosinho e descompromissado.

E não precisam ser de grandes produções, não.  Um queijo, um drink caprichado e boa conversa.

É possível complicar? Sempre.

Mas, na verdade, a simplicidade é um luxo.

Segue uma lista básica de sugestões para simplificar seu aperitivo sem deixá-lo simplista e sem graça. Uma listinha bacana para se ter em mente, para salvar nossa pele nas mais variadas situações.

QUINTETO SALVADOR DO APERITIVO

(para ter na lista de compras)

  1. QUEIJOS: podem ser consumidos puros, podem ser consumidos com algum acompanhamento. Um gorgonzola, por exemplo, funciona muito bem com geleia de frutas vermelhas e torradinhas, como mostrei nesta postagem. Alguns queijos também combinam super bem com geléia de pimenta (eu, por exemplo adoro queijo coalho nesta combinação). Uma boa mesa de aperitivos pode sobreviver só de queijos variados. Até a mussarela de todos os dias pode fazer bonito, se combinada a tomatinhos – sem complicação.
  2. PÃES: sejam frescos, sejam em forma de torradas. Quebram um belo galho, podendo se transformar em bruschettas em um piscar de olhos. Minhas sugestões? Bruschetta de brie com mel e bruschetta verde. E, sem a menor dúvida, a dica para deixar o pão sempre crocante, mesmo após congelado: http://bit.ly/DicaPao.
  3. PATÊS:  estes são os salvadores clássicos. Desde a receita simples de patê de atum (uma lata de atum misturada à maionese), a outros mais elaborados, os patês arrasam. Como sugestão deixo algumas ideias por aqui: servir os três molhos para fondue em patê. Em um piscar de olhos eles viram patê de alcaparras, queijos e rosé. Para quem tem um tempinho extra, vale apostar na receita do patê de legumes da minha mãe. E por falar em legumes…
  4. LEGUMES VARIADOS: palitinhos de cenoura ou pepino salvam a nossa vida e substituem com louvor (e saúde) os grissinis e pães. Os tomatinhos também são curingas
  5. BEBIDA NO PONTO: não importa se é alcoólica ou não. O que vale é adequar a oferta ao gosto de quem estará no aperitivo. Ideias? Limonada rosa, drink não alcoólico com romã ou partir para algo como um clericot ou sangria. Mas vale uma cervejinha, um vinho, uma caipirinha… hum….

Mais importante?
Conseguir desligar do mundo, dos problemas, dos questionamentos e angústia e, desta forma, nos liberarmos para cuidar um pouco de nós mesmos.

Um beijo e um ótimo final de semana,

flavia