risoto de limão siciliano e queijo mascarpone

Postado em prato principal, risoto, salgados / quinta-feira, 29 de setembro de 2011
Adoro risotos! Como bom descendente de italianos, massas, pizzas e risotos fazem parte da minha lista de pratos preferidos. 
Mas vocês sabem o porquê deste delicioso arroz ser chamado assim? Sim, “risotto” significa pequeno arroz e trata-se de uma receita que teve origem na Lombardia, no norte da Itália. 
O grande segredo deste prato está no tipo de arroz utilizado. Trata-se do arroz Arborio ou Carnaroli, que por terem grandes quantidades de amido em suas cascas, deixam a misturam bem cremosa. 
Uma das coisas que mais gosto nos risotos é que eles permitem que utilizemos a criatividade sem limites e praticamente tudo pode ser misturado ao arroz. 
A minha escolha desta semana foi a mistura da acidez do limão siciliano com a cremosidade do queijo mascarpone (aquele mesmo da receita do Tiramisú). 
Ingredientes: 
1kg de arroz arbóreo
150g de cebola
6 unidades de limão siciliano
50g de caldo de frango em pó fervido em 1 litro de água
350g de mascarpone
300g de queijo minas
100ml de vinho branco
50ml de azeite
100g de parmesão ralado
Uma pitada de sal
Tomate cereja a gosto
2- colheres de manteiga gelada ( para dar Brilho)
Modo de preparo: 
Em uma panela refogue a cebola picada no azeite por 2 minutos. 
Adicione o arroz e refogue rapidamente. Coloque o vinho branco e deixe evaporar um pouco o líquido. Aos poucos, acrescente o caldo de frango para ir cozinhando o arroz aos poucos. 
Esprema os limões em um recipiente e coe o suco. Pique o queijo minas em pequenos cubos. Adicione o suco dos limões, o queijo e o sal após ter colocado o resto do caldo de frango. 
No momento de servir, coloque uma colher bem cheia de sobremesa do queijo mascarpone e 2 colheres de manteiga gelada para dar brilho. 
Por último, coloque o queijo ralado por cima. Acerte o sal se necessário. 
Abraços 
Renato

risoto de arroz integral na panela de pressão

Postado em prato principal, risoto, salgados / quinta-feira, 01 de setembro de 2011
Todo mundo já deve ter ouvido falar dos benefícios do arroz integral. As principais vantagens deste em relação ao arroz branco são a maior concentração de nutrientes, fibras e vitamina B1, além disso ele não contém glúten. Por essas razões ele é muito indicado para dietas.
Apesar de gostar deste tipo de arroz, sempre fiquei intrigado com a falta de criatividade em relação ao seu preparo. Basicamente, ele é oferecido apenas cozido e temperado com sal. Em algumas poucas ocasiões, geralmente em restaurantes naturais, tipos de grãos eram adicionados, como semente de girassol, linhaça, etc.
Bom, esse inconformismo acabou esta semana. Após pesquisar um pouco, misturei algumas ideias que encontrei na internet e cheguei a esta receita.
Trata-se de uma boa pedida para ter uma refeição saudável e saborosa.
Ingredientes:
- 2 xícaras de arroz integral
- 5 xícaras de água
- 3 dentes de alho picados
- 1 cebola média picada
- 2 tomates sem semente e sem pele picados
- 2 talos de alho poró picados em rodelas
- salsinha à gosto
- sal à gosto
- azeite
Modo de Preparo:
Lave bem o arroz e esprema para tirar o excesso de água.
Aqueça uma frigideira e coloque o arroz direto na panela. Deixe ele secar e começar a fritar. Esse passo é muito importante para mantê-lo soltinho. Além disso, após este processo, você pode guardá-lo em geladeira para utilizar futuramente.
Em uma panela de pressão, coloque um pouco de azeitei e refogue o alho e a cebola. Quando eles estiverem começando a dourarem, adicione o alho poró, o tomate e a salsinha. Misture bem.
Adicione o arroz e a água. A proporção para o preparo do arroz integral é de uma unidade de arroz para 2 e 1/2 de água. Acrescente o sal e dê uma leve mexida em tudo.
Feche a panela e deixe cozinhar. Quando começar a apitar, deixe mais 20 minutos.
Passado este tempo, desligue o fogo e deixe a panela esfriar por mais 10 minutos.
Agora é só abrir e comer.
Bom apetite!
Abraços
Renato

crianças, forno & fogão

Postado em pães, risoto, salgados / quinta-feira, 23 de abril de 2009
Bom dia!
Além da indiscutível tendência à redecorar minha casa a blogagem acendeu em mim o dom culínário.
Passeando pelo Frango – que eu adoro – topei com a receita de Pão de Olivas.
Apesar de a-d-o-r-a-r azeitonas nem dei muita trela para a receita por não estar no espírito de sovar massa. Olha o preconceito aí gente! Dias depois, volto por lá e vejo que a Fran reeditou a receita em forma de cupcakes.
Aí não me aguentei!
Arregacei as mangas, convoquei a pequena e fizemos o pão.
Foi a minha filhota quem quebrou os 5 ovos necessários para a receita, peneirou a farinha, adicionou o queijo.Pode chamar de trabalho escravo infantil, porém nós chamamos isto de diversão.
Ah! Fiz algumas adaptações: troquei o queijo gruyère por queijo prato ralado e dobrei a quantidade de vinho para a massa ficar mais fluida.
Paguei a minha língua preconceituosa por não precisar sovar nada.
Tudo misturadíssimo na batedeira.
Resultado:
panis et circenses
E no sábado, fui a uma festa infantil onde foi servido risosto de alho poró. Como em toda festa infantil, em pequenas cumbuquinhas. Estava booooooooooom. E eu, que tenho mania de risoto, fiquei com lombriga e repeti a receita aqui em casa, na segunda à noite.
Desta vez, quem me emprestou o caderno foi o Olivier -ui,ui,ui….(suspiros).
Óbvio que fiz minhas adaptações também, adicionando vinho branco no final do cozimento – o mesmo que usei no pão. Mas para mim, a dica de adicionar creme de leite fresco fez toda a diferença.
Olha aí o risoto acompanhado de pão ;-)

Buon appetito!