Vai me dizer que um tapete persa (ou algum “inspirado” nos padrões dele) nunca passou pela sua vida?